Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Lideranças médicas dão início ao XIII ENEM, em Brasília

Representantes dos médicos de todo o Brasil participam nesta terça e quarta-feira (26 e 27 de junho) do XIII Encontro Nacional das Entidades Médicas (Enem), em Brasília. O evento, que acontece na sede da Associação Médica de Brasília (AMBr), marca o reencontro do Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB), Federação Médica Brasileira (FMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR), em um momento importante de avaliação das políticas públicas de saúde e também do contexto no qual se insere a prática da Medicina.

De acordo com o presidente do CFM, Carlos Vital, espera-se reunir no XIII Enem uma agenda de reivindicações da categoria sobre questões envolvendo a saúde e a Medicina. “Com a participação ativa de todos, conseguiremos construir ao final deste evento um elenco de sugestões que podem indicar os melhores caminhos para a assistência à saúde no País”, destacou.

Na oportunidade, Vital apresentou aos participantes os principais resultados da pesquisa encomendada pela autarquia ao Instituto Datafolha, e que buscou conhecer as opiniões da população sobre a Saúde no Brasil e sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). Para a maioria dos brasileiros (39%), a saúde é o tema mais preocupante na atualidade, seguido pela educação (21%) e combate à corrupção (14%) e ao desemprego (14%).

União – Durante a abertura, os presidentes das entidades nacionais reafirmaram a importância da reunificação das lideranças médicas no atual contexto político. Para Lincoln Lopes Ferreira, presidente da AMB, historicamente essa união tem sido fundamental para obter conquistas importantes. “Trata-se de um momento de maturidade da nossa classe. Exorto a todos que participem, com sugestões objetivas, construtivas e que possam contribuir como base de aperfeiçoamento da saúde e do processo democrático e de cidadania”, disse.

Presidente da FMB, Waldir Araújo Cardoso, destacou que a saúde, a medicina e os brasileiros precisam do esforço conjunto dos médicos. “Vivemos um momento político em que nós, entidades médicas, devemos firmar um posicionamento positivo e propositivo para o futuro do Brasil”.

Já o presidente da Fenam, Jorge Darze, destacou que o Enem promove um verdadeiro debate “para iluminar um túnel que permanece apagado por várias razões”. Segundo ele, “este momento pode representar a bússola do movimento médico brasileiro, ao se constituir em uma importante plataforma de debate para futuros candidatos nas eleições gerais”.

Perspectivas – Os resultados do XII Enem comporão documento que será encaminhado aos médicos, à sociedade, às autoridades e aos candidatos nas eleições aos cargos majoritários (presidente, governador e senador) e proporcionais (deputados federais e estaduais ou distritais). “O objetivo é apresentar a todo o País as plataformas dos médicos para o setor”, enfatizou Donizetti Dimer Giamberardino Filho, coordenador do evento e da Comissão Nacional Pró-SUS.

Os eixos temáticos que orientarão a agenda de debates durante o XIII Enem são: formação médica; mercado de trabalho do médico; e assistência médica à saúde no Brasil.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© Copyright 2018 Todos os Direitos Reservados
Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 Lote 985 2º Andar, Sala 202 - Centro Empresarial Parque Brasília, Brasília-DF, CEP: 70.610-410
Tel: (61) 3322-0001 Fax:(61)3226-1312,  Expediente (2ª a 6ª feira) - 8h00 às 18h00